D. Pedro IV

D. Pedro IV

Procure outros sítios curiosos


Search WWW Search passadocurioso.blogspot.com

quinta-feira, novembro 17, 2005

Canhotas e outras bruxas


Ser canhoto ou esquerdino significa ter mais habilidade com a mão esquerda do que com a mão direita. Mas esta característica tão simples teve, ao longo do tempo, implicações muito importantes a nível da sociedade e da religião: de facto, "canhoto" é também o mesmo que demónio, daí a utilização da expressão "cruzes, canhoto!"
Embora inicialmente a palavra latina "sinister", que queria dizer "esquerdo", significasse "afortunado", as línguas francesa, espanhola e italiana aplicam à palavra canhoto um significado pejorativo: esquerda em italiano diz-se "sinistra" e a palavra francesa "gauche" (esquerdo) pode aplicar-se também a algo incorrecto ou desajeitado, no sentido idêntico ao da palavra portuguesa "canhestro", que é sinónimo de canhoto. Na religião muçulmana, houve mesmo alguns seguidores de Maomé que afirmaram que Alá tinha duas mãos direitas. Excepção à regra é o grego, que foi o único a favor da esquerda, no que se refere ao sinónimo. O termo grego que designa a mão esquerda, tem o sentido de “melhor” e a mesma origem da palavra "aristocracia".
Na época medieval, as mulheres canhotas foram alvo de especial perseguição, tornando-se os bodes expiatórios perfeitos para aplicar a qualquer pessoa que tivesse um comportamento diferente do "normal". A propaganda religiosa sobre o "pecado" enraizou-se em massa nas comunidades, dando origem a uma rede de intrigas que envolvia também as velhas, as viúvas, as loucas, as solitárias, as promíscuas e as parteiras e praticantes da medicina popular. No caso das canhotas, as acusações de bruxaria baseavam-se na relação estabelecida nos textos antigos entre o lado esquerdo e o pecado e a tentação.

Bibliografia:
SANTOS, Manuel Coelho dos, O direito de ser canhoto, Lisboa, Quarteto Editora, 1991
NOGUEIRA, Carlos Roberto, As práticas mágicas no Ocidente Cristão, Rio de Janeiro, Editora Ática, s.d.

4 comentários:

catita disse...

este post é para mim e para uma certa tia acutilante!!!

Espada Xim disse...

Mais uma curiosidade para nos abrir o apetite para mais curiosidades.

guilhotina disse...

Catita: pensei em nós as duas sim senhora, que há muitos séculos atrás já teríamos ardido, no sentido literal da palavra.
Espada Xim: como curiosidade adicional, fica sabendo que ainda hoje tenho a lateralidade baralhada. Xim!

Anónimo disse...

Eu adoro bruxas!!! Tinham tantos poderes!!!Já a parte da fogueira não acho tão interessante...Obrigada Guilhotina, por nos lembrares outro meio, ainda que menos " humano", de tortura...Assim gostamos mais de ti...guilhotina!!!